segunda-feira, 27 de abril de 2009

Palestra sobre o Autismo


No próximo dia 29 de Abril, irá realizar-se uma palestra, na ACIRO - Torres Vedras, pelas 10h30.


Esta palestra será presidida pela escritora Ana Martins e pela Psicóloga e Coordenadora da A.P.E.C.I. (Associação Para a Educação de Crianças Inadaptadas), Dra Margarida Velasco.


A palestra intitula-se "Autismo - Portas para Outro Mundo" e faz parte do nosso projecto de Área de Projecto - Biologia.


Tem como objectivo dar a conhecer um pouco mais sobre o Mundo do Autismo e tudo o que ele abrange.


Esperemos que goste, que seja útil e que desfrute ao máximo!!




Contamos com a Sua presença.




Obrigada

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

Um caso verídico de Autismo ("Um Amigo Chamado Henry") escrito por Nuala Gardner


Nuala Gardner escreveu um livro sobre o autismo severo que afectava o seu filho e a forma como um cão fez mais por ele do que os médicos ou ela própria. O livro intitula-se "Um amigo chamado Henry".
Nuala Gardner descobriu que Dale era autista quando ele teve um ataque de fúria com dois anos, assustado com o Pai Natal, embora esta doença só tenha sido confirmada dois anos mais tarde pelos médicos.
Assim que Henry (o cão) chegou à família, a dinâmica desta melhorou bastante e Dale sentia-se feliz.
Logo no dia seguinte à chegada de Henry, os pais notaram que o seu vocabulário tinha melhorado e que nessa mesma noite Dale nem tinha dormido no meio dele, aperceberam-se então que Henry o tranquilizava.
Passados alguns meses os pais de Dale notavam que o filho fazia tudo o que Henry queria, e passaram a utilizar o cão como elo de ligação entre eles e o filho.
Três anos mais tarde, Dale já interagia directamente com eles, não necessitando tanto da ajuda do cão.
Quando Dale foi para a escola, o cão ajudou-o bastante nessa transcrição, tendo sido permitido que Henry o visitasse. Actualmente Dale encontra-se na Faculdade a obter qualificações como educador de infância, trabalhando especialmente com crianças autistas, e demonstrando bastante paciência e compreensão.
Inclusivamente o último capítulo deste livro foi escrito por Dale, para que as pessoas percebam o que sentem as pessoas autistas.

quinta-feira, 29 de janeiro de 2009